DOE

Maduro quer retirar poderes do Congresso venezuelano e chama referendo revogatório de “golpe”

Em mais uma medida para reafirmar o “excesso de democracia” (de acordo com Lula) que existe no socialismo venezuelano, o presidente Nicolás Maduro informou esta semana que promulgará um decreto para retirar poderes do Congresso – dominado pela oposição desde as eleições legislativas de dezembro de 2015 – e impedir “sabotagens” do Congresso ao seu poder. A medida foi anunciada após o Congresso venezuelano aprovar uma moção de censura contra o Ministro de Alimentação do país, Rodolfo Marco Torres, o que deveria significar sua retirada do cargo, por ter faltado à uma convocação do Congresso para explicar a falta de alimentos no país.

Maduro também pediu que os socialistas do país estejam “alertas contra a investida golpista, insensata e amalucada” da oposição, que em menos de dois dias já recolheu 1,1 milhão de assinaturas para aprovar o referendo que pode tirar Maduro do poder.

Está gostando do conteúdo? COMPARTILHE!

Mais Recentes

Liberdade para Trabalhar avança em Anápolis-GO com 297 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Ranking mundial da Forbes reconhece o ILISP como um dos think tanks com maior alcance nas redes sociais
Dois artigos publicados na Revista Forbes...
Liberdade para Trabalhar avança em Nova Friburgo-RJ com 289 atividades liberadas de alvará
Lançado no dia 29 de junho...
Projeto Liberdade para Trabalhar é lançado em Sergipe
Lançado nacionalmente no dia 29 de...
Liberdade para Trabalhar: Boa Vista-RR dispensa 297 atividades da necessidade de alvará
Lançado no dia 29 de junho,...
Em evento no Senado, ILISP lança o Mapa da Liberdade para Trabalhar
Um pequeno empreendedor que tirou a...

Leia Sempre Primeiro

Cadastre-se na nossa Newsletter e receba sempre em Primeira Mão!